26 julho 2012

Granadenses trabalham para candidatos a vereadores da cidade de Abre Campo.

                                                                                   
           É lastimável ver o distrito de Granada se empenhando para candidatos a vereadores da cidade de Abre Campo. Muitas pessoas e alguns funcionários da prefeitura que residem em Granada estão anunciando  sua vontade política para eleger candidatos de Abre Campo, o que deveria ser proibido, afinal se temos vários candidatos dentro de Granada, porque tentar eleger os que ficam distantes e nem sequer se preocupam com a comunidade depois de eleito, isso foi comprovado na última eleição Municipal em Abre Campo.Dois vereadores de la vieram trabalhar aqui e depois de eleitos deu uma banana pro povo.Merecido!Se até os que estão perto de nós ja tem uma imensa falta de vontade, imagina os que nem aqui moram.Hoje  não prevalece mais a dignidade política, e sim o que as pessoas estão recebendo para fazê-lo, as vezes em troca de cimentos, algum emprego na prefeitura, uma viagem particular, um oferecimento de pagar aulas para  conseguir uma habilitação, enfim, não se trabalha mais o coletivo, cada um só pensa no seu próprio favorecimento, são inúmeras as promessas destes candidatos que vem de fora para conseguir votos dentro do Distrito, e mais horrendo é ver as pessoas se venderem por tão pouco, o que será que ta faltando pra que a comunidade de Granada passe a enxergar o que é obvio!Muitas vezes fazem isto em vingança com os próprios candidatos do lugar, acham que é superior aos outros e no entanto tem que mostar que pode ficar do outro lado.Definitivamente  acredito que estas pessoas tão irresponsáveis por atos tão inconsequentes não devem saber, ou nunca estudaram  sobre o direito e dever de um cidadão.Acreditem, o fracasso que nos aguarda foi você quem causou, e lembre-se sempre,  enquanto  as pessoas forem tão mesquinhas, egoistas, e sobretudo visar apenas o seu proprio benefício, não adianta um ou dois tentar mudar o rumo da nossa história, afinal, se  vai dar certo ou não depende exclusivamente de você, mas se não é suficientemente cidadão, pra você tanto faz, se muda ou se não muda, seu único objetivo é se garantir com os "políticos".

Rita Chaves

20 julho 2012

Orientações sobre a Propaganda Eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.370/2011, com as regras sobre a propaganda eleitoral a serem seguidas nas eleições de 2012. Estão relacionados abaixo os tipos de propaganda mais comuns utilizados por partidos políticos e candidatos em suas campanhas eleitorais, com informações sobre o que pode ou não ser feito. Ressalte-se que estas orientações têm o caráter apenas informativo, não sendo dispensável, portanto, a leitura integral da legislação sobre o tema.
 LEMBRE-SE:
A propaganda eleitoral será permitida somente a partir do dia 6 de julho e não poderá ser cerceada, desde que realizada em obediência à legislação aplicável.
Comício
Pode
A partir do dia 6 de julho até 48h antes do dia das eleições, das 8h às 24h. Também pode ser utilizada aparelhagem de sonorização fixa e trio elétrico, desde que este permaneça parado durante o evento, servindo como mero suporte para divulgação de jingles e mensagens do candidato.
Não Pode
Com a realização de show ou de evento assemelhado e apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animação. Não é necessária a licença da polícia para a realização deste tipo de propaganda. Entretanto, as autoridades policiais devem ser comunicadas em, no mínimo, 24h antes de sua realização.

Alto-falantes ou amplificadores de som
Pode
A partir do dia 6 de julho, entre 8h e 22h, desde que observadas as limitações descritas ao lado.
Não Pode
A menos de 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, das sedes dos Tribunais Judiciais, dos quartéis e de outros estabelecimentos militares, dos hospitais e casas de saúde; das escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento.
Caminhada, carreata e passeata
Pode
A partir do dia 6 de julho até as 22h do dia que antecede as eleições. Também são permitidos a distribuição de material gráfico e o uso de carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.
No dia das eleições: é permitida apenas a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por determinado partido ou candidato, revelada pelo uso exclusivamente de bandeiras, broches,dísticos e adesivos.
Não Pode
A utilização dos microfones do evento para transformar o ato em comício. Além disso, as vedações sobre distância mínima de órgãos públicos são as mesmas para alto-falantes e amplificadores de som.
Cavaletes, bonecos, cartazes e bandeiras móveis
Pode
Ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Mas devem ser colocados e retirados diariamente, entre 6h e 22h.
Não Pode
Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do poder público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos, nas árvores e nos jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios, mesmo que não lhes cause dano. Esta vedação também vale para qualquer outro tipo de propaganda.
Atenção: Bens de uso comum, para fins eleitorais, são aqueles a que a população em geral tem acesso, tais como cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios, estádios, ainda que de propriedade privada.
Camisetas, chaveiros, bonés, canetas e brindes
Pode
A comercialização pelos partidos políticos e coligações, desde que não contenham nome ou número de candidato nem especificação de cargo em disputa. Esta restrição também vale para qualquer outro material de divulgação institucional.
Não Pode
A confecção, utilização ou distribuição realizada por comitê de candidato ou com a sua autorização durante a campanha eleitoral. Esta vedação também vale para quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor.
Faixas, placas, cartazes, pinturas ou inscrições
Pode
Apenas em bens particulares, independentemente de autorização da Justiça Eleitoral, observado o limite máximo de 4m² e desde que não contrariem outras disposições da legislação eleitoral.
Não Pode
Em troca de dinheiro ou de qualquer tipo de pagamento pelo espaço utilizado. A propaganda deve ser feita espontânea e gratuitamente.
Distribuição de folhetos, volantes e outros impressos (santinhos)
Pode
Até as 22h do dia que antecede as eleições e não depende da obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral.
Não Pode
Apenas com estampa da propaganda do candidato. Todo material impresso de campanha deverá conter também o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou, e a respectiva tiragem. No dia das eleições: é vedada a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca-de-urna (distribuição de santinhos) e a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos.
Outdoor
Não Pode
Independentemente do local, sujeitando-se a empresa responsável, os partidos, as coligações e os candidatos às penalidades cabíveis (retirada imediata e pagamento de multa).
Jornais e revistas
Pode
Até a antevéspera das eleições, para divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita. Atenção: É permitida a divulgação de opinião favorável a candidato, a partido político ou a coligação pela imprensa escrita, desde que não seja matéria paga.
Não Pode
Para publicação de propaganda eleitoral que exceda a 10 anúncios, por veículo, em datas diversas, para cada candidato, num espaço máximo, por edição, de 1/8 (um oitavo) de página de jornal padrão e 1/4 (um quarto) de página de revista ou tablóide. Também não pode deixar de constar no anúncio, de forma visível, o valor pago pela inserção.
Rádio e Televisão
Pode
Apenas para a propaganda eleitoral gratuita, veiculada nos 45 dias anteriores à antevéspera das eleições (em 2012, este período corresponderá ao intervalo entre os dias 21 de agosto e 04 de outubro, inclusive).
Não Pode
A partir de 1º de julho. Desta data em diante, as emissoras não poderão, em sua programação normal e noticiário, transmitir, ainda que sob a forma de entrevista jornalística, imagens de realização de pesquisa ou qualquer outro tipo de consulta popular de natureza eleitoral em que seja possível identificar o entrevistado ou em que haja manipulação de dados, entre outras vedações.
Internet
Pode
Após o dia 5 de julho, em sites de partidos e candidatos, desde que comunicados à Justiça Eleitoral e hospedados em provedores estabelecidos no Brasil. Após essa data é permitida também a veiculação de propaganda eleitoral por meio de blogs, sites de relacionamento (Orkut, Facebook, Twitter, etc) e sites de mensagens instantâneas. As propagandas eleitorais veiculadas por e-mail são permitidas, mas deverão conter mecanismo que possibilite ao destinatário solicitar seu descadastramento. É permitida ainda a reprodução do jornal impresso na internet, desde que seja feita no sítio do próprio jornal, respeitado integralmente o formato e o conteúdo da versão impressa.
Não Pode
Qualquer tipo de propaganda eleitoral paga. Nem propaganda em sites de pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, e em sites oficiais ou hospedados por órgãos ou entidades da administração pública. Serão aplicadas aos provedores de conteúdo ou de serviços multimídia as penalidades previstas em lei, caso não cumpram, no prazo estipulado, a determinação da Justiça Eleitoral para cessar a divulgação de propaganda irregular veiculada sob sua responsabilidade, desde que comprovado seu prévio conhecimento.
Legislação relacionada ao tema:

Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65)

Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.606/95)

Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97)

Resolução TSE nº 23.370/2011 – Propaganda Eleitoral e condutas vedadas

Resolução TSE nº 23.367/2011 – Reclamações e Representações

Resolução TRE/MG nº 876/2011 – Poder de polícia


 Informações :Diogo Mendonça Cruvinel - Assistente de Apoio à Propaganda Eleitoral-TRE-MG

17 julho 2012

Antes de votar, o eleitor precisa conhecer atribuições de prefeito

          Os quase 140 milhões de eleitores que irão às urnas no pleito municipal de outubro devem estar atentos às promessas dos candidatos ao cargo de prefeito. Administrador direto de sua cidade, ele tem deveres e restrições. É comum, por exemplo, um candidato prometer na campanha investimentos em segurança pública – parte dessas competências, porém, é do estado e não do município, de acordo com a Constituição.
Nesse item, a incumbência do prefeito se limita à criação de Guarda Municipal ou ações de prevenção como a garantia de uma boa iluminação pública em suas cidades. A finalidade da Guarda Municipal é preservar os bens públicos e não desenvolver ações de proteção direta do cidadão, que cabem às polícias Militar e Civil, sob o comando dos governadores.
Na área da educação, cabe ao gestor municipal investir na construção e preservação de creches, bem como escolas de educação infantil e ensino fundamental.
Além disso, a Constituição de 1988 municipalizou os serviços de saúde. Ao criarem o Sistema Único de Saúde (SUS), os constituintes transferiram às cidades a responsabilidade pelo setor. Cabe aos prefeitos garantir os recursos necessários para a implementação de ações como a avaliação de programas locais e a administração de hospitais, centros e postos de saúde, desde que obedeçam à legislação do SUS, de competência federal.
Outro ponto temático comum nas campanhas eleitorais para prefeito é a melhoria do transporte público. O prefeito é responsável por garantir transporte coletivo de qualidade ao cidadão. No entanto, quando esse transporte integrar regiões metropolitanas, a competência fica com o governador.
É competência do prefeito, ainda, de acordo com o Artigo 30 da Constituição, investir na urbanização da cidade que administra. Para tanto, ele deve desenvolver projetos definindo, por exemplo, se determinada região será residencial ou comercial. Outras ações como pavimentação e manutenção de ruas, além da coleta de lixo, também são de responsabilidade dos prefeitos.
Para implementar todos esses programas, o administrador municipal terá à disposição recursos do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre Serviços (ISS), além da prerrogativa de criar impostos e taxas para execução de políticas públicas em prol da comunidade. É o caso, por exemplo, de taxas de iluminação cobradas na conta de energia que o cidadão recebe.
As cidades de menor densidade populacional, porém, dependem, quase que totalmente, dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios para implementar políticas públicas.
 
Matipó Vip

14 julho 2012

Momento de lazer para os alunos.


Manhã de ontem os alunos da escola se reuniram no campo de futebol para um momento de lazer. Sob a coordenação dos professores de Educação Física Ronaldo e Emerson, todos os presentes se divertiram bastante com jogos de futebol e outras atividades recreativas.


  


Fonte: Profª  Beatriz Clemente

11 julho 2012

Relação dos candidatos de Abre Campo e Granada

Candidatos inscritos para Prefeito em ABRE CAMPO (MG)

2 itens encontrados.Nome do Candidato Nome paraUrna Número Situação Partido Coligação

MÁRCIO MOREIRA VICTOR MÁRCIOVICTOR 13 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

MAURO SERGIO BATISTAPAIXAO MAUROSERGIO 10 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade e Trabalho

Candidatos inscritos para Vereador em ABRE CAMPO (MG)

Nome do Candidato Nome para Urna Número Situação Partido Coligação

CAMILO JOSE CAETANOSAMPAIO CAMILO CAETANO 45645 Aguardandojulgamento PSDB Fidelidade eTrabalho

CELESTE APARECIDA DASILVA DIAS CELESTEAPARECIDA 13213 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

CLEUNICE SOARES DESOUZA CLEUNICE DA APAE 45602 Aguardandojulgamento PSDB Fidelidade eTrabalho

DAIANA POLIANA DEOLIVEIRA PEREIRA DAIANA POLIANA 10555 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade eTrabalho

EDSON APARECIDOMENDES EDINHO DOBARROSO 13013 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

ELENA MARIA DE JESUS DASILVA ELENA DACACHOEIRA 13313 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

EVA MOREIRA DE MIRANDAALVES EVINHA DA AREIABRANCA 43456 Aguardandojulgamento PV JUNTOS PELARENOVAÇÃO

GERALDO CALAES CORREIAPINTO GERALDO CALAES 40123 Aguardandojulgamento PSB JUNTOS PELARENOVAÇÃO

GERALDO DAS GRAÇASMEIRA GERALDINHOMARIANO 13789 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

JOAQUIM LOPES SOARES QUINQUIMMOTOBOY 10000 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade eTrabalho

JORGE GOMES DEAZEVEDO JORGE DOSINDICATO 13196 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

JORGE SANTIAGO DESOUZA JORGINHO DO PÃODE AÇÚCAR 13123 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

JOSÉ ALMEIDA SANTANA ZEZÉ SANTANA 23456 Aguardandojulgamento PPS Fidelidade eTrabalho

JOSÉ CÉLIO DE OLIVEIRA ZÉ CÉLIO DO 2052 Aguardando PSC JUNTOS PELA

MIRANDA TOTINHO 0 julgamento RENOVAÇÃO

JOSÉ CHAVES DIAS ZITO SATIL 13151 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

JOSE DONIZETE DEALMEIDA DONIZETE DOHOSPITAL 23457 Aguardandojulgamento PPS Fidelidade eTrabalho

JOSE MARIA DE SOUSASANTANA ZE MARIA SANTANA 45000 Aguardandojulgamento PSDB Fidelidade eTrabalho

JOSÉ OCIMAR DE SOUSA ZÉ FIOTE 11622 Aguardandojulgamento PP JUNTOS PELARENOVAÇÃO

JOSE ROMILDO ERNESTO JOSÉ ROMILDO 45678 Aguardandojulgamento PSDB Fidelidade eTrabalho

LEONARDO JOSÉFERNANDES DE ABREU LEO PADIRIM 13333 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

LEONEL SANTANA FILHO DIM DE LEONEL 12123 Aguardandojulgamento PDT Fidelidade eTrabalho

LUCIMAR MENDES BARBOSA LUCIMAR DO BAR 10456 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade eTrabalho

MARCOS VINICIUS DA CRUZPINHEIRO BUDU 43222 Aguardandojulgamento PV JUNTOS PELARENOVAÇÃO

MARIA DAS GRAÇASBARBOSA DA SILVA MARIA DEMILTINHO 13579 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

MARIA DAS GRAÇASCLEMENTE MACHADO GRAÇA 13456 Aguardandojulgamento PT JUNTOS PELARENOVAÇÃO

NAIR CLEUZA DE SOUZAROSA NAIR DECASSIANO 11655 Aguardandojulgamento PP JUNTOS PELARENOVAÇÃO

ONOFRE ROSA DA SILVA ONOFREPATRÍCIO 11611 Aguardandojulgamento PP JUNTOS PELARENOVAÇÃO

RAIMUNDO CELIO DE PAIVA CELINHO DEPAIVA 31031 Aguardandojulgamento PHS Fidelidade eTrabalho

RAQUEL MENDES CUNHA RAQUEL DECESINHA 28000 Aguardandojulgamento PRTB Fidelidade eTrabalho

RENATA MAGNA ALVESALMEIDA BICALHO RENATA DAPOLICLINICA 45333 Aguardandojulgamento PSDB Fidelidade eTrabalho

RICARDO ANDRADE DEOLIVEIRA RICARDO DOSMENDES 10123 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade eTrabalho

RITA DE CASSIA ASSIS RITA ASSIS 12345 Aguardandojulgamento PDT Fidelidade eTrabalho

THIAGO VIEIRARODRIGUES THIAGORODRIGUES 36333 Aguardandojulgamento PTC JUNTOS PELARENOVAÇÃO

WALTER PERBOIRSANTANA WALTER SANTANA 10789 Aguardandojulgamento PRB Fidelidade eTrabalho

WANTUIL SAMPAIOVIANA WANTUIL DAPOLICLINICA 23550 Aguardandojulgamento PPS Fidelidade eTrabalho

WARLEY DE PAIVAMIRANDA WARLEY DOHOSPITAL 45123 Aguardandojulgamento PSDB



Fonte:Pascoal on line.

09 julho 2012

Córrego Santa Efigênia

ABRE CAMPO – Polícia Militar distribui feijão para famílias carentes.



A Polícia Militar em parceria com o Ministério Público da Comarca de Abre Campo e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), está distribuindo no decorrer da primeira semana de julho mais de 3.000 quilos de feijão para famílias carentes e para entidades filantrópicas de Abre Campo. Várias famílias foram beneficiadas e a distribuição foi realizada pelo Tenente João Batista, Sargento Ulisses Lopes e Sargento Wanderson.

Fonte: 2º Sgt PM Ulisses Lopes, Abre Campo, (31) 3872-1500


04 julho 2012

Amodig se reúne com representantes da Brookfield, e prefeito de Abre Campo.

Eng.Luiz, Marlene, Rita, prefeito de Abre Campo,Mauro Sergio,Damores,Gabriel, Terezinha
Taõzinho Queiroz,Maria de Fatima,Maria Aparecida,Sebastião,Dr Jesus,Maria Oliveira
Presidente dos Pequenos Produtores, Sebastião Teixeira,Antônio Gomes, Professor Eduardo.
    A Associação dos Moradores do Distrito de Granada (Amodig), reuniu-se nesta quarta feira dia quatro de julho com representantes da empresa Brookfield, e o prefeito de Abre Campo, para dar continuidade ao projeto reivindicado por ela há dois meses atras.Desde maio deste ano, as reuniões tem sido frequentes para dar suporte e sustentabilidade a execução do projeto de construção da Sede.Porém, agora, ja encontrado a localização que adequa ao perfil desejado da Amodig, estamos na reta final da elaboração do projeto arquitetônico.Foi solicitada a presença do prefeito para acertar alguns detalhes que facilitaria a execução de tal projeto.A prefeitura disponibilizará uma equipe técnica na próxima semana para fazer um levantamento topográfico da área a ser construída .De posse deste levantamento enviará o processo para o ITER, objetivando a legalização do terreno em nome da Associação.Ressaltando que o prazo deste trâmite poderá ser igual ou superior a 90 dias.
    A Brookfield e a Amodig irão fazer um convênio mediante a legalização do terreno.Muito em breve a Amodig terá um espaço exclusivo para  atender a comunidade.

01 julho 2012

Mariah Queiroz faz sucesso no programa do Raul Gil, confira.





Mariah Queiroz, é de Abre Campo, e parece que seu sucesso vai acontecer mais rápido. Sua simpatia, seu carisma, seu entusiasmo com a música parece sair da alma, passa para os ouvintes uma suavidade, uma leveza,desejamos sorte e que possa engrandecer aina mais a cidade de Abre Campo com este novo talento.